Osteocondrose Canina

Nós da OrtoPet conhecemos muito bem a dedicação que nossos clientes têm com os seus pets, e que estão sempre atentos à tudo o que diz respeito a saúde e o bem estar deles. Hoje falaremos sobre a Osteocondrose (OC), uma doença ortopédica muito comum entre os nossos queridos amigos de quatro patas. Vamos compreender como ela afeta nossos cães, e como podemos ajudá-los ao identificarmos simples mudanças que ocorrerão na rotina deles, mesmo nos casos menos severos da doença.

O que é a Osteocondrose em cães?

A Osteocondrose em caninos é um processo patológico pelo qual o fenômeno de ossificação endocondral (transforma a cartilagem em osso) sofre lentidão ou atraso nessa transformação da cartilagem, o que irá levar a uma reação de retenção excessiva dessa cartilagem, fragilizando a porção osteocartilagínea do osso, e afetando por exemplo, no osso úmero da articulação do ombro (local muito comum), a porção posterior da cabeça umeral (Figura 1).

Outras articulações além da do ombro, também podem ter seus componentes ósseos afetados, entre elas as articulações do cotovelo, punho, quadril, joelho e calcanhar.

O que essa cartilagem imatura poderá causar no ossos e por consequência na articulações envolvidas?

Esse retardo na ossificação endocondral fará com que haja uma menor resistência ao estresse mecânico (atrito) nas porções ósseas afetadas com perdas de massa osteocartilaginosa. Isso por si só já basta para que ocorram fissuras no local, com o destacamento de pequenas “lascas ou flaps” de material osteocartilaginoso dentro da articulação. Nesses casos, de Osteocondrose = OC, o nome muda para Osteocondrite Dissecante = OCD, com muita dor local, inflamação e manqueira acentuada.

E qual é a causa da Osteocondrose e da Osteocondrite Dissecante em cães?

Foram propostas algumas causas para a OC em cães, sendo que a OCD nos caninos, como dito anteriormente, é uma conseqüência da osteocondrose.

Entre as causas estão os traumas considerados normais e os excessivos na cartilagem imatura e enfraquecida, a predisposição genética ou a hereditariedade, o crescimento e o ganho de peso rápidos, o excesso de cálcio na dieta, além da possível injúria vascular nas células da epífise de crescimento do osso envolvido, um tipo de necrose avascular, discutido anteriormente quando abordarmos o assunto sobre necrose avascular da cabeça do fêmur.

Quais componentes alimentares estão relacionados com o desenvolvimento da OC?

Uma alimentação muito energética contendo componentes de gordura e cálcio em quantidades maiores que o limite recomendado.

Quais são as raças de cães mais acometidas pela Osteocondrose?

As raças de porte médio, grande e gigante podem manifestar a doença; Labradores e Golden Retrievers, Dogues Alemães, Rottweilers, Berneses, Setters, Sheepdogs e outras. A manifestação da doença ocorre dos 4 aos 8 meses de idade numa proporção de 2:1 em machos:fêmeas, sendo que a doença bilateral é comum

Como a Osteocondrose é diagnosticada?

Podemos diagnosticar a Osteocondrose por meio do histórico do pet, do exame físico, e diversos métodos de imagem da articulação afetada. No Brasil ainda são muito utilizadas as imagens de Raio-X.

A Artroscopia é minimamente invasiva; método excelente para diferenciar a OCD (Figura 2) e para o tratamento corretivo.

Como é feito o tratamento da Osteocondrose?

O tratamento é cirúrgico, por meio de artrotomia ou artroscopia. É feita a curetagem ou raspagem do osso subcondral no caso da Osteocondrose, e a retirada de fragmentos osteocartilaginosos mais a curetagem no caso da Osteocondrite Dissecante. Ainda podem ser usados regeneradores articulares como sulfato de condroitina e anti-inflamatórios no pós-cirúrgico, além de repouso de 4 a 6 semanas. É importante trazer o pet para exames anuais, para identificarmos e tratarmos a osteoartrite, caso seja necessário.

Qual a taxa de sucesso após a cirurgia de Osteocondrose em cães, na articulação do ombro, uma das formas mais comuns de OC?

A taxa de sucesso é alta, após uma convalescença de 1 a 2 meses.

Qual o prognóstico para os casos de Osteocondrose e Osteocondrite Dissecante em Cães?

Bom à excelente para o completo retorno da função, com mínimo desenvolvimento de MAD (moléstia articular degenerativa / osteoartrite).

Entre em contato